pesquise no blog

terça-feira, 26 de abril de 2016

Lágrima

Entrave
Não pude esperar
Foi mirando o prato
Que se fez rolar
Pensei na conversa
Com você, amiga sem nada dizer
Pensei que é chegado o momento
De te fazer me saber.

Alguma dor me comove
Sem que eu saiba lidar com ela
Vai então se doendo lento
Porque doer é prática
Não solução.

Deixo
Deixo-me
Você me disse coisas naquele dia
Que eu não tinha condição.
Depois voltei
Sempre volto
É hoje a vida como a posso.

Distribuindo os livros que não li
Sendo quem não sabia ser.

Cansei dessa busca.
Amanhã, quem faz o café sou eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário