pesquise no blog

sábado, 1 de dezembro de 2012

ofício

em uma linha
o resumo

para me manter vivo

esforço-me
perduro
desentretido
a mirar olhares
mirando passos
vendo mistério
onde há apenas
sem gracidão.

o meu ofício
faz algum tempo
serve apenas
para me deixar
mais tempo
aqui imerso.

neste instante
em que a vida
lá fora
escorre
deitada
e imóvel
em esquinas
de asfalto
queimante,

neste instante em que a morte
adormece
e acorda
se faz lembrar
e se faz forte

neste momento
em que a poesia
é apenas um esconderijo
egoísta
e despropositado,

eu me vejo
sobre corpos
talhando passos
insinuando sinceridades

eu me vejo
trabalhando
apenas para me deixar
menos fraco
me deixar
mais capaz
de sobreviver
ao inevitável
corte

que faz a vida
a todo o instante
faz a vida

sobre ricos
e sobre pobres

limpando dicotomias
e instaurando
enfim

tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário