pesquise no blog

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Lunar

Como você não olhou para lá
Como você sequer tremeu a respiração
Como você foi curto e grosso
indo direto ao assunto em pauta
Eu devo me dizer
sozinho - a mim mesmo -
que sim,
sonho sozinho esse algo entre nós dois.
É tudo ficção.
Vou escrever um livro
terminar essas palavras
escovar os dentes
e dormir
sonhando te encontrar
em sonho apenas hoje
Nossa única eternidade possível.
Merda.
                

Nenhum comentário:

Postar um comentário