pesquise no blog

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Bones

Tudo pleno de passar tão corrido
tanta bagunça tanto som sem sentido
e eu aqui, de fato, crente na confiança deste segundo
crente na possibilidade desse meu sorriso a ti ser seguro
ser preciso e capaz de mover o adiante para cá
bem perto de nós.
Não é uma ode nem sequer uma canção
é só um desejo profundo e expresso neste calor ameno do verão
Eu posso dizer tanta coisa leve que eu tenho medo de nos fazer gravitar
sobre o real sobre as coisas lidas como fáceis e do dia-a-dia
Eu posso te dizer tanta coisa boa, meu amor
que a palavra amor ela mesma ficará sem rima
porque a sua diferença é só o que importa.
Calma, ainda está cedo
eu ontem dormi pensando em ti e acordei na hora
sem pressa
sem peso
sem nada
exceto claro-sempre
a sua falta.
Estou tranquilo.
Ter você aqui seria o mesmo que ter a própria desgraça.
                        

Nenhum comentário:

Postar um comentário