pesquise no blog

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Ao Vento - Primeiras Lufadas


É bem isso o que tenho para aqui dizer - uma ou outra palavra que eu ainda não saiba compreender. Sobretudo, uma inversão na direção. Um rosto caído de lado. Um contato mais íntimo com o chão.

Dentro o meu coração grita de felicidade. Uma microcoisa que de mim faz parte ou que dentro de mim me invade. Confuso assim. Parece metáfora que se confunde com o objeto. Parece alguma coisa tão genuína pois a simplicidade eu espero.

Os cinco (6) corpos ali jogando. A escada, as cadeiras, a mesa, o dedo diante do rosto silenciando. Quanta compreensão ali haveria? Quanto valor dado às pequenas coisas que noites afora eu escrevia? Estou realmente maravilhado. Isso não é nada. Não quer dizer resultados. O que importa o resultado.


Hoje estive no apartamento 201 e adivinhe? Fiquei ligeiramente assustado. Não pela desordem ou pelo o que vi através da janela. Mas assustado por ver ali vivo - pulsante - um caminho e não antes a sua descoberta.

Assustado por ver ousadia onde haveria o sorriso da platéia. Não precisamos sorrir tanto assim. Sorrir também surge quando não podemos discernir. Sorrir é também um modo de se integrar. Eu não consegui sorri. Eu apenas consegui contemplar. Quão complexa movimentação podem os corpos fazer.

Voltando aos corpos que ali ventavam - não vejo a hora de acompanhar o seu salto a sua queda o seu silêncio e sua paquera. Quero muito compartilhar desses microsegundos. De toda essa simplicidade que de mim ganham agora um mundo, pois revolvem a vocês.

[enquanto isso, espera, ou, um trecho]


VOCÊ VEIO LÁ DE DENTRO? Infelizmente acabei de ser convidado a me retirar. E COMO ESTÃO AS COISAS POR LÁ? Como poderiam estar? Se estão lá dentro é porque não estão nada bem. EU AQUI FORA TAMBÉM NÃO ESTOU NADA BEM. É algum parente seu? NÃO. Um amigo? NÃO. Quem é? VOCÊ ESTAVA EM QUAL QUARTO? No do lado. E O DO OUTRO, SABE ME DIZER ALGUMA COISA? Sei que estamos nas mãos de uma mesma enfermeira. E ONDE ELA ESTÁ? Pediu que esperasse aqui fora. Em breve trará notícias.
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário