pesquise no blog

quarta-feira, 16 de março de 2016

Passar por sem tomar

Ali eu estava
Peito aberto
Sincero sorriso. Escancarado
Passando por todos
Sem medo nem cuidado
Ali era eu
Fora, sem receio
De levar nada
Nem meu
Nem de alguém por quem
Eu passasse
E passei
Sem fome
Exceto a do vento
No resto
Eu nu
Já sem sonhar
Porque viver era
O mais colado nisso.
Passei
Sem tomar
Sem pegar o poder
Eu simplesmente fui
Eu estava
Eu era eu quando já não me sabia
E fui
E aqui estou
Sem nada de meu
Sem medo sem horror
Tudo certo.
Está tudo certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário