pesquise no blog

sexta-feira, 18 de março de 2016

Dureza

De todo tão duro o corpo resta mole
Amolecido. Cansado a ponto
De perder a demanda por sentido.
Meu corpo espera por algo
Que o refaça.
Nem bem talvez seja férias.
Nem amor, nem nada.
Corpo meu anseia
Por outro tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário