pesquise no blog

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Num só tempo

Todas as coisas do mundo acontecem
Num só tempo
eu pude rir e chorar

Que complicado isso
de num só tempo
ver-se-ir o corpo
a degringolar.

Sob desejos
Sob lampejos
raios e furacões
tiros e trovões

Num só tempo amanheceu
e tudo fez sentido
para em seguida
se desfazer em lágrimas

Num só tempo um café
no mesmo um sanduíche
no mesmo ainda um grito
e nele ainda outro palpite

Como num só tempo o mundo inteiro pôde caber?

Como num só tempo pude eu perder o ar e me refazer?

O tempo
Este tempo
O temperamento
O tempo intenso

Eu não procuro entender
Minhas palavras são vagas
todas dignas de um não saber
posto que não sei
posto sem você
posto rosto posto

E nisso fizemos um beijo
acontecer...

2 comentários:

Dominique Arantes disse...

pouco tempo pra muita emoção.

Te amo!

fica bene!

Amigos disse...

arranca! Coragem do Mundo Inteiro!

(comentou vc na postagem do julio. penso eu que pensava ser. eu. mas digo. espero que julio comente na postagem do di. pensando ser. eu. e é. somos. conversa.)

Postar um comentário