pesquise no blog

segunda-feira, 10 de abril de 2017

introdução

ao menos
uma diferença
por um dia
que seja
ao menos uma
uma diferença.

deverás introduzir
a cada manhã
um gesto
que seja
apenas um
mas, diferente.

poderás saltar
dar um salto
dar um sorriso estridente
dobrar as pernas
como se quisesse
dar-se um nó.

de fato
não pode assim ser tão fácil
ver o costume te plastificar;
introduzir uma diferença
a cada dia:
eis o seu novo princípio.

para quê?
perguntam os céticos
em plantão online
sozinhos e ultra comovidos.

ora,
eu respondo sem metáforas:
é para duvidar
para duvidar de quem se é
para questionar não os motivos
mas os gestos.

questionar os gestos
os hábitos e suas morais
questionar não como quem espera resposta
mas como quem deita
ao longo da parede da cozinha
colado ao chão sujo de refeições passadas;

duvidar como quem inscreve neste mundo a dita febre
cousa louca e insensata.

ao menos por um dia
num instante
feito um raio
que foge do sol
e desnorteia a inteligência acostumada
eu te peço:

tome o café da próxima manhã
com a cadeira da cozinha
sobre você sentada.


anônimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário