pesquise no blog

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

mente

nubla as estradas lisas
faz ponto apenas
e apenas se
houver cova rasa
sob os pés
avista.

desenrola
o mundo,
e faz tudo parecer
sintonia
enerva-se a si próprio
para que o outro
nisso
veja
dinâmica
autoral
precoce
e cheirando
a 1 ineditismo qualquer.

mente,
veloz e entorpecida
que se distrai em drogas
e perde o fio
fino
no qual
repousara um dia
a dignidade.

quer morrer
quer reiventar
acumula
acumula
não sabe não querer
acumular.

por isso trota
incompleta
mente insana devora
a biblioteca
e nunca
no entanto
sabe dar paz
ao grito polifônico.

mente já ida
distante
quase sonho.

mente sincera
posto nunca possa
dobrá-la
em origami-quimera:

aquele
cheio de nuvens
e pesadelos.

mente.
dinâmica.

atraente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário