pesquise no blog

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

atrás de mim,


rumina o som do aparelho. não saberia dormir, eu penso. não. é como se minha vida, ou parte dela, estivesse lacrada ali no aparelho. como eu fosse um trecho de mim sem matéria-carne, mas tão somente virtual, database, criptografia e delete.
não sei o que fazer. se o aparelho máquina não liga, quer dizer que eu deva premer o botão contra a sua vontade e tentar a todo o custo desanuviar esta já ida. esta ideia sonsa que faz com que o aparelho esteja dormindo ligado.
esteja

---

pode parecer poesia
Não é.
mas eu não estou escrevendo
aquilo que queria.

pode parecer poesia
não é
MAS OS ELFOS não costumam visitar este blog
aqui tudo é desde já
PERDIDO..

pode parecer
mas não é
é só neblina desorientando meus olhos
meus dedos
neste segundo
em que rumino a vida
não toda ida.

pode parecer poesia,
mas tudo antes dos hífens
era apenas drogatina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário