pesquise no blog

sábado, 22 de março de 2008

Onde estava o sol naquele dia?

Dia claro
porém nublado.
O sol não veio
fugiu ligeiro.

O mar bem cheio
e a gente ali
nadando inteiros
nas areias
como barcos
passageiros.

O sol não vinha
e, no entanto,
a gente seguia...

Braços abertos
voar nunca então
por isso tão bom.

Ir e voltar
e subir, abaixar
a fadiga do rir-se inteiro
hoje é memória
e voa solta no ar.

Plana plena no seu raiar.

No ar
em que voas
o sol teme esticar
seus braços
seus laços
e fica assim,
tudo nublado.

O sol hoje se esconde
não a lua
nem as estrelas.

Ninguém hoje está de mal com você
Ninguém de mal, por você.

Se hoje assim o dia é nublado
é porque tudo ficou sem graça
sem você ao lado,

Se assim nublado,
é pois o sol se envergonha em ser
tão assim sem sal
não assim feit'ocê
quente
vermelho
descomunal
prazer.

Onde estava o sol naquele dia?

E hoje?
Podem perguntar.
E eu digo,
olhem para o céu!

Poucos conseguem.
Um óculos escuro,
talvez.
Por isso,
tente outra vez.

Não.
É impossível! Eu sei.



A vida nunca foi tão quente
Sinto-me abraçado
a todo o instante.

Onde estava o sol naquele dia?
Ao meu lado, eu diria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário