pesquise no blog

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Quindim

Tremula o céu
Doce amarelo olha-me
A seduzir
Mesmo sabendo não poder
Prova-lo
Abro a tampa
Mordo o doce fruto
É bom
Apazigua
Cheira bem
E depois a morte

A morte se anuncia
Penso no açúcar em meu corpo
Entupindo veias
E me atraindo ao reino infinito

Das pequenas e grandes formigas

Nenhum comentário:

Postar um comentário