pesquise no blog

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Turismo

Ouvi dizer que foi na distância
Que ele se encontrou consigo mesmo.

Soube por outrem
Que isso de sair daqui
Abre mais coisas
Do que apenas o turismo.

Desconfiei, num instante imaturo.
Depois achei prudente me aproximar
Para, enfim, desconfiando
Distanciar.

E nem fui tão longe
Coube no bolso
Mas foi tanto
Que essa coisa de valor
Amanheceu meio pouca.

Não saberíamos dar a ver
Ao valor que não se mede.

Longe
O que envolve ele agora
Não havia sido prescrito.
Lá longe
A certeza de si é dissipada
Em fumaça e circunstâncias

Não dá para se apegar.

Estranho
Revolvo
Descubro
Descobro as exigências que sobre mim
Me fiz pousar.

Longe da mãe capital
O medo e o risco
Perfumam-se em liberdade.

Eu precisava.
Ele também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário