pesquise no blog

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

ricocheteio

sim, amanheceu
mas eu me dei o tempo necessário para pensar em ti com cuidado
para combinar o meu sonho
com a sua pele
com o seu laço

eu rio,
em silêncio eu me abalo
que estranho é o tempo
que entre nós se permitiu deitar
que entre nós se permitiu ficar
assim
como quem dá tempo
sem nada esperar
sem nada tentar prever
desesperar

agora,
acordo pensando em ti
como pode o tempo ter feito de novo
a distância agir?

quanto tempo se demora a perceber o tempo?

quanto tempo multiplica o que há dentro?

perguntas que ricocheteiam
assim de súbito
basta eu respirar
e ser
sem - nesse caso -

ter você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário