pesquise no blog

quarta-feira, 29 de março de 2017

Perguntas vãs

Disse que não
Que estava tudo bem
Que o sol acordava e dormia
Assim como eu também.

Quiseram mais
Quiseram tudo e ao fundo
Perguntaram sobre o remédio
Sobre o coração, sobre os medos
Todos os sustos.

Disse que não
Que não era nada disso
Que era só uma paz
Como nunca antes
Era paz o que acontecia comigo.

Não bastou
Disseram mais
Disseram sobre o cansaço
Sobre o câncer, o cigarro
Disseram sobre o mais que se esconde
No todo.

Disse, sem repetição, que não
Que não
Não se trata disso
De nada disso
Não, eu imploro, me escutem
Não é nada
E então

A noite veio
O dia tropeçou meu silêncio
Com sol e caminhão de lixo.

Não é nada
É só que a gente muda
Mesmo quando acha que será para sempre
AQUELE ISTO

NÃO
Não
Se acalmem, meus amigos
Eu só estou em paz
Antes comigo
Antes comigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário