pesquise no blog

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

ouço teu som

e é alto
estridente
dói-me os ouvidos
mas dentro
soa apenas como afago

empenho seu
esse de roncar
tão alto

nunca ousei duvidar do seu amor
mas ao seu roncar
sei-o por inteiro

amor

um casal não se separa por causa do ronco
isso é coisa de publicidade

amor

o seu ronco
é cor maior
que desenha imaterial
o abismo
de nossos laços

durmo contigo
em voçorocas
destemido

eu deito sobre o seu peito
e no seu barulho
faço abrigo

não deixe de roncar,
eu te peço

a nossa perfeição maior é essa
fazer barulho
e expor o íntimo
tal qual arrepio sem fim

longo

tenaz

e duradouro.

 

para joão pedro madureira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário