pesquise no blog

domingo, 7 de agosto de 2011

sobre o que acho ser

estou falando da bruxa
de a bruxa
quer dizer
rememoro o poema homônimo de drummond
não me lembro exatamente o que ele é
conservo em mim
algum estranhamento
estilo esse
estilo descoberta
desse ser
desse monstro
dessa bruxa
sobre todas as coisas
não-ditas
não-sabidas
nem assimiladas

estou me perguntando
por que foi que num dia eu me voltei contra o travesseiro
e acordei (nunca antes)
decidido a escrever um poema chamado a bruxa

poderia ser a busca
estou decidido, porém,
de que seja bruxa
tem um horror
tem um tremendo horror
o dessa ida
o dessa investida
que eu ainda tô tentando compreender

e me toca
me comove de um jeito
que eu não sabia

eu pensando
o que é essa presença
que me afaga
e determina
ao mesmo tempo
o que é isso
que me assusta
e rompe
com as certezas
mais ínfimas?

não sei ainda.
acho ser.
busco ainda
o que possa
vir-a-ser.

primeira tentativa.
faz alguns dias que não paro de pensar
portanto
estas são apenas algumas palavras
o poema
que virá a ser
talvez aqui já esteja reunido

durante este agosto
eu vou nisso inteiro
e destemido.
 

Um comentário:

TUA FILHA GOSTA! disse...

agosto é só um mês.........
e todo mundo teme;

Postar um comentário