pesquise no blog

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Anestesia

para te privar de mim
assim
tão bruto
e por inteiro.

para me livrar de ti
um pouco
passatempo impropício
passageiro.

para livrar a natureza
dessa experiência
disforme
e dilacerante.

aqui estou
braços abertos
pulsos propensos
ao esquecimento
daquilo que arde
dentro,

aqui estou eu
de novo
lançado aos extremos
colorindo com calma
essa massa
cinzenta.

posso ficar mais calmo
posso te esperar
eu posso
mas você não vê?

isso não é jogar
isso não é nada
eu prefiro me anestesiar.
eu prefiro me anestesiar,
             

Nenhum comentário:

Postar um comentário