pesquise no blog

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Julieta

Ei,
Olho fundo no abismo dos teus olhos.
O amor que sinto por ti
É o mesmo que o que sentes por mim.

Riuva
Fina
Leve e forte.

Sua cor foge ao nome.
Sua fome nos excede.
Seu cuidado
Essa palavra, o cuidado
Te contorna

Em traços que me perdem da dor
De ser quem fizeram de mim.

Morro por amor
De amor, amando, me afago
Me afogo.

A sorte que há na vida
Mora no piscar do seu sorriso.

Minha luz
Meu fim
Meu princípio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário