pesquise no blog

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Muito Comum

Minha opinião ser distinta
Minha obsessão ser outra
Meu desejo não te servir
Meu corpo não te bastar
Muito comum
Desencontrar

Muito comum
Sua curiosidade
Seu medo
Suas mentiras
Para forjar humanidade

Que canseira
Que canseira
Que canseira ruim
Desnecessária

Perdi a possibilidade das palavras
Os poemas não servem mais
Eu tento
Eu ando
Eu tanto
Tanto

Que seco
Abandono

Esquece
Esquece
Que escuridão

Que medo
Eu não sei
Eu não saberia

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário